logo      
Atividades para professores

O Uso da Televisão na Formação da Criança

Andreza Melo Menezes

Menino sentado em sofá estando com prato com alimentos cor de laranja em mãos, assistindo à televisão

Da mesma forma que a televisão influencia hoje em dia na nossa vivência, alterou também nossos costumes e ela pode também afetar o desenvolvimento da criança.

Isso mesmo, influenciar o desenvolvimento do seu filho! Como?

Vemos situações rotineiras na maioria das famílias: a criança acorda, liga a televisão e nem ao menos dá bom-dia!

Os pais ou a babá precisa ocupar a criança com algo que lhe interesse e, então, liga a televisão.

Os pais chegam cansados do trabalho, olham os filhos e ligam a televisão.

Ah, precisam conversar? Agora não, pois é hora da novela.

Agora me respondam: Onde está o diálogo dentro de casa?

Ah, você precisa conversar? Vai para a internet, tem salas de bate-papo "maneiras"!

Tomem cuidado! Se você se enquadrou na maioria desses comentários, então você está sendo, de forma indireta, vítima da televisão, pois ela está acabando com costumes épicos dentro de casa.

Ainda mais, a televisão, também de forma indireta, é responsável pela visão de que o mundo é ou vai ser para o seu filho.

Há imagens e conceitos, muitas vezes, distorcidos pela televisão.

Certa vez, li numa revista de educação que os desenhos influenciam na leitura e escrita da criança, tirando futuramente a sua concentração sua fase de alfabetização. Como?

Quando os bebês assistem à televisão, eles se acostumam com os movimentos rápidos e cores intensas.

Muito parecido acontece com o videogame, a criança acaba se acostumando com essa chuva de cores e movimentos e o dia a dia em sala de aula torna as atividades cansativas, pois já não tem assim tantas cores e flashes de imagens.

Você pode notar isso nas crianças que jogam muito videogame, elas geralmente são crianças elétricas, fazem tudo muito rápido, comem rápido, falam rápido e, assim, habituam-se a repetir aquilo que jogam ou assistem.

Mas, o que o seu filho assiste? Muitas vezes você nem sabe, pois a maioria dos pais trabalha fora de casa, e cenas de sexo e violência passam a toda hora e, diferente do que pensam alguns, não apenas depois das 20 horas.

Costumo dizer que o problema não está em assistir à TV, e sim, no que se vê.

Tenho três filhos, um de 14, um de 09 e outro de 07 anos. Há canais que eles são proibidos de assistirem e alguns programas também, ainda assim assistem a muitas coisas que não me agrada.

O problema é que até os cinco ou seis anos, as crianças estão formando a personalidade e o caráter, e sexo e violência são influências diretas para a vida delas.

Outro dia, cheguei a minha casa e meu marido estava assistindo a um documentário com meu filho menor.

Era um documentário policial, a cena era de dois cachorros brigando e o policial tentando apartar a briga.

Bom, logo mandei desligar a televisão, mas meu filho chega para mim e fala: - Mãe, isso tudo que passa na TV é mentira, aquilo eram bonecos!

Vocês estão vendo a situação? As informações chegam distorcidas para as crianças, elas não sabem a diferença entre realidade e faz de conta.

Portanto, pais e educadores, cuidem do que os seus filhos assistem, estimulem os jogos em família, a conversa.

Isso sim vai ser de grande valia para a criança.

Tornará o seu filho um questionador, um crítico, enquanto que a televisão não forma pessoas dessa categoria, mas sim alienados num mundo.

Que tipo de cidadão você quer formar? Pense bem nisso!

Fonte: Andreza Melo Menezes: Blog "Meus Trabalhos Pedagógicos" (http://meustrabalhospedagogicos.blogspot.com.br/search/label/O%20uso%20da%20Televis%C3%A3o%20na%20forma%C3%A7%C3%A3%20da%20crian%C3%A7a). Fonte da Imagem: Corbis.

Planneta - Todos os direitos reservados