logo      
Era Uma Vez

Animais unidos jamais serão vencidos...

Cahorro em Pé Olhando Atento para FrenteHércules era um cavalo forte, muito forte.

Todos os dias ele se exercitava na lavoura, ajudando o seu dono a preparar a terra para o plantio.

O porco Júpiter por sua vez era tremendamente observador.

Tudo o que acontecia na fazenda ele sabia.

Alguns o chamavam de fofoqueiro.

Ele se dizia apenas bem informado.

Hermes, o galo, tinha grande orgulho de seu canto.

Todos os dias ele despertava a fazenda para seus afazeres.

O tempo havia passado, mas o seu cacarejar estava a cada dia mais belo...

A gatinha Hera parecia um pouco preguiçosa.

Estava sempre a dormir pelos quatro cantos da casa. Os outros animais sabiam porém que ela era ágil e muito esperta.

Entre todos os animais da fazenda, cabia ao cachorro Apolo a fama de mais inteligente.

Além disso, Apolo era leal aos donos e aos outros animais, a quem considerava como amigos.

O tempo, no entanto, havia passado e, como sempre, trouxera o envelhecimento para as pessoas e animais daquela fazenda.

Hércules, Júpiter, Hera, Hermes e Apolo procuravam manter a mesma disposição de sempre, mas se sentiam cansados e desanimados.

Até seu bom humor desaparecera...

Os animais já não conversavam entre si como antes.

Preferiam manter distância.

Pareciam gostar de ficar mais quietinhos, cada qual no seu canto...

O passar dos anos também lhes causava algum medo.

Pensavam que podiam ser sacrificados por terem envelhecido.

Nenhum deles queria ir para o céu tão cedo...

Foi quando ocorreu um fato inesperado que os deixou alertas.

A fazenda foi pega de surpresa pela invasão de ladrões.

Então os animais tentaram fazer alguma coisa para deter os invasores.

Hércules tentou atingir-lhes com seus potentes coices.

Hermes quis cantar antes da hora para acordar o fazendeiro.

Hera até pulou sobre um ladrão.

Apolo latiu e mordeu um deles. Júpiter fez barulho no chiqueiro...

Mas nada disso adiantou pois os ladrões levaram alguns pertences do fazendeiro, que ficou muito furioso e disposto a se desfazer de seus animais...

Foi então que os animais perceberam que teriam que unir suas forças.

O atento porco Júpiter percebera que na fuga os ladrões combinaram voltar para um novo roubo...

Atentos as informações, os animais, liderados por Apolo criaram um plano para o caso de um novo assalto.

Júpiter deveria alertar a todos se algum estranho se aproximasse...

O porco também deveria esticar uma corda na entrada do depósito.

Ao tentarem entrar, os bandidos tropeçariam e Apolo os morderia enquanto Hércules daria coices neles...

Enquanto isso, Hera, com toda a sua agilidade acenderia as luzes com seus saltos.

Ao mesmo tempo em que o galo Hermes cantaria com toda a força de seus pulmões...

Naquela mesma noite os bandidos voltaram.

E o plano de Apolo deu muito certo. Os invasores levaram um grande susto e uma tremenda surra.

As luzes acesas e a cantoria de Hermes acordaram o fazendeiro...

A polícia foi chamada e prendeu os bandidos.

A ação dos animais impedira um novo roubo e permitira a recuperação do que havia sido roubado.

Apolo, Hera, Hércules, Hermes e Júpiter tornaram-se heróis e descobriram que unindo suas forças e conversando entre si continuavam fortes e tornavam-se indispensáveis...

João Luís de Almeida Machado é Doutor em Educação pela PUC-SP; Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP); Professor Universitário e Pesquisador; Autor do livro "Na Sala de Aula com a Sétima Arte – Aprendendo com o Cinema" (Editora Intersubjetiva).

Fonte da Imagem: Corbis.

Planneta - Todos os direitos reservados